Seguidores

terça-feira, 12 de fevereiro de 2013

Noni é novo aliado contra câncer




O noni, uma fruta originária da Polinésia, mas já cultivada em Ribeirão Preto, interior de São Paulo e no Pará, está impressionando cientistas modernos por seu poder medicinal.

A doutora em Genética Nutrigenômica, Carmem Lúcia de Mello Sartori Cardoso da Rocha, da Universidade Estadual de Maringá estuda o efeito medicinal das plantas há 30 anos e seu maior interesse é que suas pesquisas ajudem a diminuir o risco de câncer na população em geral.


Fruto se assemelha à graviola e tem poder medicinal contra muitas doenças.

Ela explica que elas agem de duas formas. Uma delas é ativando o sistema imunológico, defendo-o do ataque de doenças, como ocorre com os cogumelos do sol e shiitake.

Outras, como é o caso do noni, possuem substâncias capazes de proteger o material genético das células.
No câncer, as células começam a se multiplicar de forma desordenada e se tornam 'imortais'. Os tumores surgem dessa 'desordem' celular. Além do noni impedir essa mutação, quando consumida para efeito preventivo à doença, também se mostrou eficaz como medicina complementar.

"Observamos que o noni induz as células tumorais à morte de forma programada. Ele também foi capaz de preservar as células normais", afirma.

Os pacientes que passam por quimioterapias se livram de células doentes, mas também perdem as boas. "Não queremos de forma alguma fazer terrorismo à quimioterapia. Todos os tratamentos são válidos. Nossa proposta é que o noni seja utilizado como medicina complementar".

Carmem Lúcia afirma ainda que, além do poder anticancerígeno, o fruto também se mostrou eficaz no controle da diabetes, reduzindo, inclusive, o uso de insulina. O efeito se comprovou primeiro em ratinhos.

O noni é consumido em forma de suco. "O noni tem cheiro e gosto horrorosos", avisa, ao comentar que 30 mililitros são suficientes. Quando maduro, o fruto é do tamanho de um tomate e é consumido em forma de suco.


As primeiras plantações já iniciaram em solo brasileiro; cultivo nacional pode tornar custo do suco mais acessível

O fruto é rico em xeronina. O que essa substância tem de mais especial é que ajuda a abrir os poros nas paredes das células humanas e desta forma faz com que o organismo absorva melhor os nutrientes consumidos.
A notícia não muito boa é que o acesso a esse remédio natural, consumido em forma de suco, não é tão fácil. Segundo Carmem, até pouco tempo importava-se suco de noni dos Estados Unidos, mas a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu.

Ela comenta que é possível encontrar marcas nacionais do suco em comércio especializado. O valor cobrado pelo suco nacional gira em torno de R$ 70. Como o consumo diário é pequeno, vale a pena recorrer a mais essa descoberta em nome da saúde.


Remédio natural

Protege contra o surgimento de tumores.
Devolve o bem-estar.
Melhora a digestão.
Aumenta vigor sexual.
Ajuda no controle do diabetes.
Reduz inflamações.
É um antioxidante efetivo.

Regula a pressão sanguínea.

Alivia dores.
Aumenta os níveis de energia.
Reduz o risco de ataques cardíacos.

Noni é compatível com qualquer Tratamento

É um extrato natural de um fruto, que contém nutrientes regeneradores celulares, o que indiretamente faz com que o próprio organismo corrija o seu mau funcionamento.
É compatível com qualquer tratamento, mas não deixe de consultar o seu médico antes.
O suco de noni eleva a imunidade e ainda pode servir como fonte de energia.
O extrato de noni não é um medicamento.

Fonte: O diario.com

Veja também :

Depoimento com o Médico e Cientista Dr. Augusto Vinhólis à respeito do Noni (Morinda citrifolia)

Saiba mais sobre o noni, o fruto proibido pela Anvisa que é moda na internet

ATUALIZAÇÃO em 03 de  ABRIL de 2013


Mesmo com restrições da Anvisa, fruta 'milagrosa' vira sensação em PE

Um comentário:

  1. Estou cultivando.Que maravilha de reportagem.Logo posso comercializar alguns.

    ResponderExcluir